GENESIS - A FANTÁSTICA EXPOSIÇÃO DE FOTOS AO REDOR DO MUNDO DE SEBASTIÃO SALGADO


Genesis – a fantástica exposição do fotógrafo Sebastião Salgado no Rio de Janeiro


 No último dia 29 de maio de 2015 esteve em cartaz no Jardim Botânico do Rio de Janeiro a exposição Genesis, do espetacular fotógrafo Sebastião Salgado. A mostra reúniu mais de 200 fotos tiradas em mais de 30 regiões de pontos extremos do planeta. Da Antártica ao Ártico. Do Brasil à Indonésia. Abaixo, algumas dessas imagens belíssimas de Sebastião Salgado que consegue capturar momentos ímpares. 
2013-06-11 13.33.35
2013-06-11 13.41.52
2013-06-11 13.37.52
2013-06-11 13.32.38
2013-06-11 13.42.582013-06-11 13.37.342013-06-11 13.37.242013-06-11 13.30.422013-06-11 13.30.172013-06-11 13.28.552013-06-11 13.26.002013-06-11 13.23.42
2013-06-11 13.23.16

Exposição traz mais de 200 fotos de Sebastião Salgado clicadas pelo mundo


A partir de 5 de setembro de 2015, 245 fotografias de Sebastião Salgado chegaram ao Sesc Belenzinho, em São Paulo, na exposição "Genesis", onde fica em cartaz até 1º de dezembro. Com curadoria de sua esposa, Lélia Wanick Salgado, a mostra estreou em Londres no mês de abril e já esteve em cartaz no Jardim Botânico do Rio, de maio a agosto.
Montanhas, desertos, animais beirando a extinção, florestas e tribos foram retratadas pelo fotógrafo entre 2004 e 2011 em diversos locais do mundo. Cada viagem levou cerca de dois anos de planejamento, segundo explicou Sebastião Salgado em coletiva de imprensa nesta terça (3).
"Genesis, para mim, fecha um ciclo de histórias. Eu só aprendi o que aprendi para fazer Genesis no fim", afirmou o fotógrafo que, anteriormente, mergulhou em projetos de longa duração sobre trabalhadores e sobre populações de exilados.

PARA O CASAL, A EXPOSIÇÃO É 

UMA EXTENSÃO DE UM 

PROJETO DE PRESERVAÇÃO 

DO PLANETA. 

"A GENTE PRECISA APRENDER 

A RESPEITAR E VIVER DE UMA 

FORMA MAIS DOCE. 

A NOSSA ESPÉCIE TOMOU 

O PLANETA COMO SE FOSSE 

SÓ DELA, COMO SE AS OUTRAS 

ESPÉCIES FOSSEM SUAS 

ESCRAVAS", ARGUMENTA SEBASTIÃO.


Divididas em cinco seções, a mostra possui no Sesc Belenzinho, assim como no Rio, uma parte ao ar livre e outra em ambiente fechado.
Com a ajuda de barcos, aviões de pequeno porte e canoas, a série teve início nas Ilhas de Galápagos, local que, junto da Nova Guiné e irian Jaya, deu origem à seção "Santuários" da mostra.
Pinguins, elefantes marinhos e baleias estão na seção "Planeta Sul", com fotos feitas no Sul da Geórgia, nas Malvinas e nas Ilhas Sandwich.
Fonte:http://guia.uol.com.br/sao-paulo/exposicoes/noticias/2013/09/04/

Sebastião Salgado (Photos-Vídeo)